NASCIDOS EM MARÇO E ABRIL COMEÇAM A RECEBER ABONO SALARIAL DO PIS 2017

terça, 19 de fevereiro de 2019

not pis pasep

O Abono Salarial do Programa de Integração Social (PIS), Ano Base 2017, começa a ser pago esta Semana para os Trabalhadores da iniciativa privada Nascidos em Março e Abril.

 

O Crédito em Conta para os Correntistas da Caixa Econômica Federal será realizado Nesta Terça Feira (19-Fev-2019).

 

Os demais Beneficiários podem sacar o Benefício a partir de Quinta Feira (21).

De acordo com a Caixa, estão disponíveis mais de R$ 2,7 Bilhões para 3,7 Milhões de Trabalhadores.

 

Os Servidores Públicos com inscrição no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (PASEP), finais 6 e 7, também recebem o Abono Salarial a partir de Quinta Feira (21).

Os Valores variam de R$ 84,00 a R$ 998,00 de acordo com o Tempo Trabalhado formalmente em 2017.

 

Os Pagamentos são realizados conforme o Mês de Nascimento do Trabalhador e tiveram início em Julho de 2018.

 

Os recursos de todos Beneficiários ficam disponíveis até 28 de Junho de 2019.

Para os Trabalhadores da iniciativa privada, beneficiários do PIS, o valor do abono salarial pode ser consultado no site da Caixa ou pelo Telefone 0800 726 0207.

 

Para Servidores Públicos, a referência é o Banco do Brasil, que também fornece informações Pessoalmente, pela Internet ou pelo Telefone 0800-729 00 01.

Tem direito ao Benefício o trabalhador inscrito no PIS ou no PASEP há pelo menos 5 Anos e que tenha Trabalhado formalmente por pelo menos 30 Dias em 2017 com Remuneração Mensal Média de até 2 Salários Mínimos.

 

Também é necessário que os dados estejam corretamente informados pelo Empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), Ano Base 2017.

ESTES ACREDITAM E INVESTEM EM SUA MARCA, E TAMBÉM ACREDITA NO NOSSO TRABALHO

1 apoio portal

pre

1 apoio racco

1 apoio sindicato

1 apoio charme calcado

Redação:“CNM” Central de Notícias do Matuto (0101-19)3 

Para: www.blogdomatuto.com.br  

Reportagem: Matuto “O Repórter do Povo"

Desenvolvido por Fábio Belo